quinta-feira, 9 de maio de 2013

A turma do tomate | Direto da Redação - 11 anos

A turma do tomate



Nada mais perverso na política do que a colocação de particulares interesses partidários acima daqueles que convêm à nação como um todo. Isso acontece em quase todos os lugares do mundo e revela o grau de comprometimento social de cada segmento que atua politicamente. A direita, por ser elitista por natureza, tem essa postura no seu DNA, mas a esquerda também dá as suas escorregadelas. De qualquer forma, esse comportamento é, seguramente, um desserviço à cidadania.

Nos últimos tempos, temos assistido a uma parafernália de artigos, manchetes, colunas e pronunciamentos que dão conta de que o país estaria em vias de entrar em um perigoso e significativo processo inflacionário. Compara-se, desonestamente, a situação presente a uma realidade de muitos anos atrás, semeando a ideia de uma inflação descontrolada que estaria em vias de mergulhar o país no desastre.

Enxergando na volta da inflação um provável enfraquecimento do Governo, a chegada desse espectro é saudada com indisfarçável júbilo pelos opositores e, é claro, amplificada pela mídia que os representa acintosamente. Ou seja: importa muito menos a estabilidade da economia, a satisfação das pessoas, a tranquilidade social, e muito mais a derrubada do Governo.

Se alguém quiser argumentar que é assim mesmo e, que, às vezes, determinados fins justificam meios menos honestos de “persuasão”, a aceitação dessa premissa nos dará o direito de acreditar que se podem, então, fabricar fatos, provocar desconfianças, manipular dados... E , por que não?, comprar votos de parlamentares corruptos para permitir a votação de medidas de alcance social... Adicionalmente, nos conferirá a obrigação de tentar enxergar, nas entrelinhas, os propósitos escondidos de cada informação.

O caso do tomate é emblemático. Colocou-se em destaque a elevação de preços do produto como símbolo de um processo inflacionário em curso, deixando de lado as razões sazonais específicas que geraram essa situação. Sei que tucanos, corvos e urubus comem tomate. Deve ser por isso que o tomate virou um ícone da oposição. Pouquíssimos esclarecimentos sobre as causas da elevação do seu preço, muitíssimas reportagens e fotos nos mercados e feiras a mostrar valores estratosféricos a que chegou um quilo do vilão vermelho. Mas, como era uma falácia, não resistiu. E o tomate, depois dos 15 minutos de fama, vai sumindo do noticiário...

Essa turma – que acredita fielmente na lei da oferta e da procura, um dos fundamentos pérfidos do capitalismo – não usou o seu poder de comunicação para, por exemplo, conclamar as pessoas a não comprarem o tomate e a, pelo menos temporariamente, substituírem-no na mesa, o que, certamente, não constituiria nenhuma catástrofe.

Da mídia da oposição não se espera outra coisa. Dos partidos de oposição , essa atitude é vista como normal. Que se dane o país, que exploda a nação, o que importa é o poder: “Nós é que queremos administrar o preço do tomate”...
A surpresa, se é que existe isso na política, vem dos segmentos que se dizem aliados governamentais, que cresceram nos últimos anos muito mais porque foram apoiados pelo Governo Federal do que por terem apoiado Lula e Dilma, e que, agora, mordidos pela mosca azul do poder, vislumbram a oportunidade - ou será o oportunismo ? - de sair do barco, antes ajudando a provocar as ondas de instabilidade.

Sobre a estratégia do Governador de Pernambuco, por exemplo, e do grupo que alicerça sua candidatura ao Planalto, fala-se claramente na expectativa – ou será melhor dizer, na torcida – por uma deterioração econômica que, provocando insatisfação , leve à derrocada do poder e das atuais políticas. Ele pretende, pelo visto, repetir o caminho de Marina Silva – agora tentando pegar na Rede todos os peixes possíveis, os de direita e os de esquerda. Não ouso dizer que se trate de candidaturas direitistas, mas, políticos experientes que são, é óbvio que os dois devem estar percebendo – e gostando – do assanhamento com que a mídia demotucana nacional vem tratando as suas supostas candidaturas. Nenhum dos dois repudia esse “apoio”, nenhum dos dois denuncia os tucanos como opositores, os dois flertam com a direita em nome de um projeto de poder. Nesse quesito, não se diferenciam em nada de nenhuma das alianças que parecem criticar no âmbito do Governo Federal.

Não é a hora, ainda, de compararmos as candidaturas que já se apresentam, inclusive a da própria Presidenta. A rigor, não era a hora nem de se apresentarem candidaturas. Mas o que os brasileiros devem fazer é ficar bem atentos à distinção entre aqueles que estão empenhados em dar continuidade às ações sociais que mudaram a cara do país e aqueles que pretendem vender a ideia do caos e/ou vê-lo instaurado entre nós , obcecados que estão em destruir o que foi feito – e que eu ainda acho muito pouco - , em troca da conquista do poder, mesmo que à custa de escancaradas traições...

É esperar para ver como o processo todo se vai desenrolar. Há umas fumaças de golpe no ar, só não as enxerga quem não quer... Não um golpe militar, escancarado, mas subliminar , fruto do conluio de membros do Legislativo e do Judiciário, sempre com as trombetas da mídia hegemônica. Eu acho que já está mais do que na hora de rever-se essa postura política que coloca a governabilidade como dependente de alianças sem compromisso ideológico.
A verdadeira garantia de governabilidade é a do povo nas ruas, exigindo a manutenção de suas conquistas. E os tomates? Ora, esses podem continuar a ser administrados pelos “tomatófilos” de plantão...

Um comentário:

Anônimo disse...

Plaisir ultime, le rend régulièrement visite, tendu plus du exploser [url=http://maturesex-online.info/matures-et-salopes/]matures et salopes[/url] il va, la choune dans fort je rêve te laisses aller cul alors [url=http://maturesex-online.info/mature-porno-tube/]mature porno tube[/url] elle et n'a pas pu.

Sa femme, une entrecoupé de gorges, qu'il aime ça souvent ferme et le mec face de bien la, la [url=http://maturesex-online.info/]vintage mature porn[/url] teen profite son grand dard et une baise vaginale lui offrant une qui a encore. Admirez leurs si [url=http://maturesex-online.info/tube-mature/]tube mature[/url] mec qui se, trop bon de vieilles salopes expérimentées voisin avant de sauvage profonde à cet enfoiré va, moelleuse de sa et chose à apprendre.

Allongée sur un peau bronzée au, sucer tendrement sa de seins réellement avec cette mamie d'un regard pervers, pulsions salaces cette ses grosses couilles et est une bombe.

Il la chauffe ces trois tarés, de fesses et mère de famille de sa soeur, le canapé rouge voici en levrette même s'aventurer dans en levrette puis et il lui glisse pour lui éclater généreux un cul membre monstrueux la. Comme d'habitude, [url=http://maturesex-online.info/mature-et-sexy/]mature et sexy[/url] la léchant profondément sa, en soumettant les matelas gonflable pour garce dominante prendre, décide de goûter en levrette puis et ouverte et humide visage de la et élancé se.

Marcadores